Avançar para o conteúdo principal

PAUL AUSTER - A MÚSICA DO ACASO

PAUL AUSTER - A MÚSICA DO ACASO
THE MUSIC OF CHANCE

Jim Nasche é um frívolo bombeiro de Boston que precisa de música como do ar que respira. A mulher abandona-o pouco antes da morte de seu pai, que nunca conheceu e que lhe deixa uma inesperada herança, que ele esbanja à medida que viaja sem rumo pelos Estados Unidos. sem que estabeleça qualquer ponto de chegada, Jim deixa-se conduzir pelo acaso, que se torna a força motriz que determina a sua vida, transformando-a numa sucessão de acontecimentos aparentemente sem significado. Uma vida errante passada numa solidão quase completa, em que experimenta a divertida e dilacerante sedução do desenraizamento absoluto. Até ao dia em que a música do acaso lhe sugere uma outra aventura: apostar tudo numa única carta...


Metáfora de como é fácil perder a identidade e de quão inexplicáveis são as regras que regulam as nossas vidas, A Música do Acaso é um romance sobre liberdade e destino. Um universo bizarro onde a realidade se transforma e um simples jogo muda irremediavelmente as vidas dos jogadores que nele participam. Obsessão, melancolia e o lado mais negro da natureza humana - alguns dos temas mais caros ao autor - estão todos aqui, neste romance emblemático do trabalho literário de Paul Auster.


edições asa - abril de 2005    


Comentários

Popular semana

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

JOSÉ CARDOSO PIRES - HISTÓRIAS DE AMOR

ROGER SCRUTON - GUIA DE FILOSOFIA PARA PESSOAS INTELIGENTES

JEAN PAUL SARTRE - COM A MORTE NA ALMA

NIALL FERGUSON - A LÓGICA DO DINHEIRO

Popular mês

MIKHAIL BULGAKOV - MARGARITA E O MESTRE

BEN GOLDACRE - CIÊNCIA DA TRETA

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

JOSÉ CARDOSO PIRES - HISTÓRIAS DE AMOR

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

ROGER SCRUTON - GUIA DE FILOSOFIA PARA PESSOAS INTELIGENTES

LEV GROSSMAN - O CÓDICE SECRETO

FRANZ KAFKA - CONTOS

PAUL WATZLAWICK - A REALIDADE É REAL?

BRYAN WARD-PERKINS - A QUEDA DE ROMA E O FIM DA CIVILIZAÇÃO

popular sempre

THOMAS PYNCHON - ARCO-ÍRIS DA GRAVIDADE

A ERA DOS EXTREMOS - ERIC HOBSBAWM

HENRY MILLER - TRÓPICO DE CÂNCER

MARGUERITE DURAS - OLHOS AZUIS, CABELO PRETO

ROBERTO BOLAÑO - 2666

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

THÉOPHILE GAUTIER - O ROMANCE DA MÚMIA

ARUNDHATI ROY - O DEUS DAS PEQUENAS COISAS

DIETRICH SCHWANITZ - CULTURA tudo o que é preciso saber

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS