Avançar para o conteúdo principal

STEPHEN R.BOWN - 1494

1494 - O Papa, os Reis e o Mercenário
Como os Portugueses e os Espanhóis dividiram o mundo.


Esta é uma história de amor, intrigas, de ciúmes e de subterfúgios, um imbróglio cruel político e religioso. Poderia muito bem ter sido o enredo de uma das peças de Shakespeare. Mas é História bem real e mostra como, no século XV, o mundo começou a tomar a forma como o vemos hoje. 



Por vezes, decisões e acontecimentos que parecem de somenos importância no seu tempo vêm a ter uma influência profunda no rumo da história mundial. Foi o que aconteceu com o Tratado de Tordesilhas. Apesar do envolvimento de reis famosos, de príncipes e do papa, as origens do tratado foram um conjunto de acontecimentos prosaicos, que pouco ou nada fariam prever o seu impacto na história global política, geográfica, comercial e legal. A história que atravessa séculos tem início com a ambição, a ganância e as alianças de índole tribal entre Cristóvão Colombo e os seus dois patronos rivais - o rei D.João II de Portugal e os monarcas espanhóis Fernando e Isabel de Castela e Aragão - e o papa espanhol Alexandre VI. Orgulho, paixão, inimizade e disputas no seio desta clique privilegiada e poderosa, estimuladas e inflamadas pela arrogância de Colombo, levaram a um conflito global que se prolongou durante séculos e que emanou da divisão do mundo pelo papa em 1494.


Casa das Letras - 1ª edição novembro 2011      

Links :

Comentários

Popular semana

NASSIM NICHOLAS TALEB - O CISNE NEGRO

MATTHEW PEARL - O CLUBE DE DANTE

CHARLES FORT - O LIVRO DOS DANADOS

LE CLÉZIO - A FEBRE

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

Popular mês

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

MATTHEW PEARL - O CLUBE DE DANTE

BRYAN WARD-PERKINS - A QUEDA DE ROMA E O FIM DA CIVILIZAÇÃO

MO HAYDER - A ILHA DOS PORCOS

NASSIM NICHOLAS TALEB - O CISNE NEGRO

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

PAUL WATZLAWICK - A REALIDADE É REAL?

GONÇALO M. TAVARES - UMA VIAGEM À ÍNDIA

YUVAL NOAH HARARI - HOMO DEUS

JEAN PAUL SARTRE - COM A MORTE NA ALMA

popular sempre

THOMAS PYNCHON - ARCO-ÍRIS DA GRAVIDADE

A ERA DOS EXTREMOS - ERIC HOBSBAWM

HENRY MILLER - TRÓPICO DE CÂNCER

ROBERTO BOLAÑO - 2666

MARGUERITE DURAS - OLHOS AZUIS, CABELO PRETO

THÉOPHILE GAUTIER - O ROMANCE DA MÚMIA

ARUNDHATI ROY - O DEUS DAS PEQUENAS COISAS

DIETRICH SCHWANITZ - CULTURA tudo o que é preciso saber

NICK COHEN - O QUE RESTA DA ESQUERDA?

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA