SINCLAIR LEWIS - BABBITT

SINCLAIR LEWIS - BABBITT

O romance que definiu a vida urbana das sociedades modernas tal como a América a exportou para o mundo.
Na altura da sua publilcação, «Babbitt» foi considerado um romance atroz, sem enredo, em que o autor se especializava em criar personagens desagradáveis.
Na realidade, o prémio Nobel Sinclair Lewis antecipava o desligamento social da vida nas grandes cidades, a perda de valores, a incapacidade da comunicação, o viver para a imagem e não para a essência.

A vida de George F. Babbitt (apelido que passou a fazer parte do vocabulário dicionarizado do inglês norte-americano) é traçada em pequenos quadros, episódios e anedotas que formam um todo coerente na sua incoerência: dois anos de uma vida. Babbitt é o vendedor imobiliário cuja grande preocupação, «deixar uma boa impressão», é o lema da sua vida. Babbitt não é fiel aos seus valores e ideais, é sim fiel aos dos que o rodeiam.

e-primatur - 1ª edição, fevereiro de 2018  
http://www.e-primatur.com/home


Sobre o Autor:

Sinclair Lewis (1885-1951), foi o primeiro norte-americano galardoado com o Prémio Nobel da Literatura.
Grande observador da sociedade e dos seus tipos, Lewis deixou uma extensa obra, na qual retrata o seu país, tecendo duras críticas a um materialismo e capitalismo dominantes, sobretudo no período entre-guerras.


É também reconhecido como um dos primeiros escritores americanos a preocupar-se com questões sociais, como as diferenças de tratamento dos sexos no meio laboral, tendo dado grande atenção à figura da mulher operária.


Desencantado com o seu país e a sua falsa moral, Lewis tornou-se crítico do establishmentintelectual, político e moral, tendo percorrido o país como conferencista e criticando a apatia social. Ao receber o Prémio Nobel vincou, no seu discurso, essa mesma insatisfação. Uma insatisfação que o levou à bebida. Morre em 1951 de vários problemas derivados do alcoolismo.

PATRICK WHITE - A ÁRVORE DO HOMEM

PATRICK WHITE - A ÁRVORE DO HOMEM
THE TREE OF MAN


Descobrir o "extraordinário" - o mistério e a poesia - que se esconde por detrás das vidas mais vulgares e que é afinal o que torna suportável a existência. Esta a intenção, declarada por P. White, da obra que lhe deu projecção internacional:
The Tree of Man, A Árvore do Homem. A história de um homem e de uma mulher que através de uma vida conturbada procuram e alcançam o entendimento.

A obra de White traz ao nosso conhecimento um novo continente: a Austrália, cenário calaidoscopicamente repetido de todos os seus romances. Nas suas próprias palavras, « o grande vazio australiano, onde o espírito é o bem menos importante que se pode possuir, em que a riqueza determina a importância dos homens, em que a escola e os jornais impõem a sua marca a toda a inteligência nascente, em que os rapazes e as raparigas contemplam a vida com olhos azuis cegos »...    



publicações dom quixote - dezembro de 1973



BARBARA VINE (RUTH RENDELL) - OS TELHADOS DO BEM E DO MAL

BARBARA VINE - OS TELHADOS DO BEM E DO MAL
GRASSHOPPER

Clodagh tinha dezanove anos quando os pais a mandaram embora, dois anos após uma morte pela qual todos a culpam e que mudou irremediavelmente a sua vida. Foi devido ao seu amor pelas alturas que o trágico acidente aconteceu e que ela é agora enviada para casa de familiares, em Londres. Mas Clodagh vai ter uma surpresa: Maida Vale não é de todo o subúrbio com casas a imitar o estilo Tudor que ela imaginara, mas sim um local evocativo da época vitoriana. Não encontrou também o tipo de pessoas capazes de zelar por uma sobrinha solitária e instável.     

Eles nada sabiam sobre a sua claustrofobia, cada vez mais perturbante desde que vive na cave que lhe foi destinada, e como a sua liberdade só encontrava espaço nos campos amplos de Suffolk.

Era pois previsível que ela caísse nos braços do compreensivo Silver, em cujo apartamento vai conhecer um estranho grupo de jovens inadaptados que explora a Londres dos telhados e beirais, encontrando alento nessa sensação de liberdade e perigo.

Clodagh, ainda assombrada pelo acidente, descobre que andar pelos telhados a reconcilia com a vida; está finalmente no seu elemento - muito acima das ruas. São tempos felizes e estonteantes até ao momento em que...      


edições asa - 1ª edição, junho 2003


SHARON MOALEM - O GENE INTELIGENTE

SHARON MOALEM - O GENE INTELIGENTE

Como o seu modo de vida transforma os seus genes

A sabedoria convencional diz que o nosso destino genético é determinado assim que somos concebidos. A noção de que os acontecimentos da nossa vida, triviais ou não, definem quem somos, tem consequências profundas no nosso modo de vida.

Este livro demonstra-nos que, afinal os traços genéticos podem mudar, que os genes são surpreendentemente sensíveis e que os nossos hábitos influenciam o ADN que transportamos.

Estamos a entrar, em passo acelerado, num mundo dentro do qual entender a nossa herança genética única nos dará o poder para comer, fazer exercício e procurar tratamento médico à medida daquilo que o nosso corpo realmente precisa.

Autores : SHARON MOALEM em colaboração com Matthew D. LaPlante

Marcador editora, 1ª edição março de 2015.










ANGÉLICA VARANDAS - MITOS E LENDAS CELTAS - IRLANDA

ANGÉLICA VARANDAS - MITOS E LENDAS CELTAS - IRLANDA


O universo dos mitos e lendas celtas da Irlanda antiga foi redescoberto a partir dos livros do século XIX. Desde então, muitos são os autores que nele se têm inspirado para escrever poemas, peças dramáticas, romances, contos para crianças e jovens, entre outras apropriações e adaptações. Neste livro recorreu-se a fontes que foram consideradas mais fidedignas e que melhor se aproximam das histórias, tal como foram contadas pela primeira vez, através dos manuscritos produzidos ao longo da Idade Média.
Pretendeu-se fazer jus a todo um conjunto de histórias que mergulham as suas raízes num passado pré-cristão, em que foram divulgadas por via oral até serem fixadas por escrito, mais tarde, pelos monges que cristianizaram a Irlanda.

(a continuar....)    

livros e livros - 1ª edição, maio de 2006
Centralivros


GIANLUIGI NUZZI - VATICANO S.A.

GIANLUIGI NUZZI - VATICANO S.A.
VATICANO S.p.A.

A VERDADE SOBRE OS ESCÂNDALOS FINANCEIROS E POLÍTICOS DA IGREJA


Este livro contém revelações totalmente inéditas sobre a história das finanças do Vaticano, o que só foi possível graças a um homem que constituiu um arquivo imenso, verdadeira memória histórica, com cerca de quatro mil ficheiros. Monsenhor Renato Dardozzi foi, a partir de 1974 e durante vinte anos, conselheiro das figuras mais importantes na gestão do IOR - Instituto de Obras Religiosas, o banco central da Igreja.
No final da sua vida, Dardozzi determinou que este arquivo se tornasse público. Ele próprio recolheu, para cada um dos processos financeiros que acompanhou, todos os documentos que permitem identificá-los. Gianluigi Nuzzi, jornalista da revista Panorama, é a pessoa a quem foi confiado este riquíssimo acervo documental que inclui nomes, estratos bancários, cartas, relatórios, actas, balanços confidenciais do IOR, cópias de transferências e informações codificadas.
Vaticano S.A. é o fruto do seu trabalho e permite compreender finalmente, com clareza, fenómenos como a falência fraudulenta do Banco Ambrosiano, o caso Enimont, ou a criação de um sofisticado sistema, nos anos 90, um gigantesco off-shore por onde passavam somas astronómicas, destinadas a manipulações políticas, subornos, contas de banqueiros, empresários, políticos bem conhecidos e até pagamentos a elementos da Máfia: um paraíso fiscal inexpugnável em plena cidade de Roma.


editorial presença - 1ª edição, abril de 2010.
editorial presença




   

JOSÉ CARDOSO PIRES - HISTÓRIAS DE AMOR

JOSÉ CARDOSO PIRES - HISTÓRIAS DE AMOR

Quatro contos e uma novela

Os contos:
- Week-end
- Uma simples flor nos teus cabelos claros
- Ritual dos pequenos vampiros
- Romance com data

A novela:
- Dom Quixote, as velhas viúvas e a rapariga dos fósforos


os livros das três abelhas

GLEBA.




SINCLAIR LEWIS - BABBITT