Mensagens

DOUGLAS MURRAY - A ESTRANHA MORTE DA EUROPA

Imagem
DOUGLAS MURRAY - A ESTRANHA MORTE DA EUROPA
Imigração, identidade, religião

A Estranha Morte da Europa é o relato de um continente e de uma cultura à beira do suicídio. A queda nas taxas de natalidade, a imigração em massa e a cultura da autodesconfiança e do ódio tornaram os europeus incapazes de se defender e de resistir à sua transformação abrangente como sociedade.
Não é apenas uma análise da realidade demográfica ou política, é também o testemunho de um continente em autodestruição. Em cada capítulo,Murray dá um passo atrás e analisa os temas mais profundos que estão por detrás da possível morte da Europa, de uma atmosfera de ataques terroristasa em massa à estável erosão das nossas liberdades. Aborda o desapontante falhanço do multiculturalismo, a viragem de Angela Merkel em relação às migrações e a fixação do Ocidente na culpa.
Viajando até Berlim, Paris, Escandinávia, Lampedusa e Grécia, o autor desvenda o mal-estar no coração da cultura europeia e ouve as histórias daqueles que …

Biblioteca de NAG HAMMADI - EVANGELHOS GNÓSTICOS II

Imagem
Biblioteca de NAG HAMMADI - EVANGELHOS GNÓSTICOS II

Estes são os ditos secretos que jesus, o Vivente, disse e que Dídimo Judas Tomé escreveu. E ele disse: Aquele que encontrar a interpretação destes ditos não saboreará a morte. (...) Costumo contar os meus mistérios aos (que são dignos dos meus) mistérios.


A biblioteca de Nag Hammadi, encontrada casualmente em 1945, constitui, juntamente com  os manuscritos de Qumran, a maior descoberta de textos antigos da Era Moderna.
Os textos de Nag Hammadi lançam uma importante luz não só sobre o gnosticismo mas também sobre vários âmbitos culturais e filosóficos de diferentes épocas: o mundo da especulação filosófica e religiosa (judaica, cristã e pagã) em língua grega dos séculos I a IV, e no âmbito da cultura egípcia, copta, do século IV, no qual existiram interesses variados, não só gnósticos mas também herméticos, cristãos e maniqueístas.

Ésquilo edições e multimédia, lda - 2ª edição julho 2005.
https://www.esquilo.com

STEPHEN W. HAWKING - UMA BREVE HISTÓRIA DO TEMPO

Imagem
STEPHEN W. HAWKING - UMA BREVE HISTÓRIA DO TEMPO
Da Grande Explosão aos Buracos Negros
A Brief History of Time


...
É também um livro sobre Deus... ou talvez sobre a ausência de Deus. A palavra "Deus" enche estas páginas. Hawking parte em demanda da resposta à famosa pergunta de Einstein sobre se Deus teve alguma escolha na criação do Universo. Hawking está a tentar, como explicitamente afirma, entender o pensamento de Deus. E isso torna a conclusão do esforço ainda mais inesperada, pelo menos até agora: um universo sem limites no espaço, sem principio nem fim no tempo, e sem nada para um Criador fazer.

Circulo de Leitores, novembro de 1988.
https://www.circuloleitores.pt/




Jean-Paul Sartre

Imagem
Jean-Paul Sartre 21 de junho de 1905 – 15 de abril de 1980 Filósofo, dramaturgo e romancista francês que popularizou o existencialismo. Ele definiu o papel do intelectual público do século XX.

Talvez o mais conhecido filósofo dos tempos modernos, Jean-Paul Sartre definiu o papel do intelectual público envolvido politicamente de um modo singularmente francês. Numa cultura que atribui grande valor às suas instituições educacionais e às suas qualificações, Sartre nunca se tornou professor universitário. Embora tenha ficado em primeiro lugar no teste para a agrégation de filosofia da École Normale Supérieure, em 1927, a sua carreira académica, depois disso, distribuiu-se entre diversos liceus, onde deu aulas por vários anos. A sua posição como pensador teve como base apenas os seus trabalhos publicados – dos quais o mais importante foi O ser e o nada (1943) –, e a força dos seus argumentos públicos presentes em peças, romances, ensaios e trabalhos filosóficos era tão grande que toda uma nação …

HERMANN HESSE - VIAGEM AO PAÍS DA MANHÃ

Imagem
HERMANN HESSE - VIAGEM AO PAÍS DA MANHÃ

O presente livro de Hermann Hesse leva-nos rumo ao País da Manhã, que não é "algo meramente geográfico, mas a Terra - Mãe e a Juventude da alma, o ubíquo e o nenhures, a unificação de todos os tempos". Ao longo de uma caminhada iniciática e simbólica,

acompanhamos o narrador - autor na sua tentativa de contar uma aventura outrora vivida e que agora se transforma num percurso misterioso de descoberta do seu destino e da sua identidade, em união com um todo universal e infinito.

Edições Asa, 7ª edição, novembro de 2002.

http://asa.pt




O que encotrei no Youtube sobre  HERMANN HESSE e que gostei:






PEDRO CANAIS - A LENDA DE MARTIM REGOS

Imagem
PEDRO CANAIS - A LENDA DE MARTIM REGOS

Dá conta da história assombrosa de certo português que andou à aventura nas quatro partes do mundo.

A lenda de Martim Regos conta-nos a história da maior descoberta de todos os tempos:
a revelação do mundo.
Martim Regos nasce no Ribatejo em 1453, mas foge para a Granada muçulmana e converte-se ao islamismo ainda durante a adolescência. Aí inicia uma série de viagens, ora como mouro, ora como cristão. A vida leva-o às mais extraordinárias situações e vive o espanto de quem vê quase tudo pela primeira vez. Viaja pela África negra, pela América recém descoberta, pelo Médio Oriente, pela Índia e até pela China.
É fugitivo, explorador, comerciante, agente secreto ao serviço de Dom João II e é o aventureiro incansável que só a época dos descobrimentos portugueses podia ter criado.
Mas este relato é também uma extraordinária história de amor que atravessa uma vida inteira. Em tudo Martim Regos vê uma procura incessante de vida, diante de um mundo que vai send…