Avançar para o conteúdo principal

GEORGES MINOIS - HISTÓRIA DO FUTURO

GEORGES MINOIS - HISTÓRIA DO FUTURO (dos profetas à prospectiva)
HISTOIRE DE L'AVENIR

Desde os tempos mais remotos da pré-história, o homem nunca deixou de querer conhecer o futuro e de inventar estratagemas para o dominar. Não era já para assegurar a caça futura que os nossos longínquos antepassados representavam bisontes trespassados de flechas nas paredes das cavernas? 
Dos processos de adivinhação inventados pelos povos da Antiguidade até aos métodos «científicos» elaborados pelos prospectivistas actuais, os meios de predizer o futuro são completamente diferentes. Mas cada época sentiu a necessidade de sonhar o futuro, para o melhor e para o pior: houve os falsos profetas da Idade Média, os astrólogos da corte, no Renascimento, ou ainda as mulheres que liam a sina, no Grande Século. Os filósofos das Luzes tentaram, à sua maneira, traçar as grandes linhas do futuro, sem conseguirem matar o irracional: o magnetismo, o sonambulismo e outras formas de espiritismo conheceram um crescente sucesso no Século XIX, ao mesmo tempo que surgiam novos profetas a anunciar um mundo melhor.
Oráculos, profetas, previsões, utopias, todas as antecipações que o homem foi elaborando, ao longo dos séculos, nunca se realizaram, mas são o reflexo das suas esperanças e dos seus medos. O homem de 1900 acreditava estar na alvorada de um século radioso. O do ano 2000 já não acredita nisso, mas, se os futuristas deixaram de pretender desempenhar o papel de profetas, os astrólogos e os videntes continuam a servir para tranquilizar muita gente, à falta de conseguirem predizer o futuro.


teorema - março de 2000

    


Comentários

Popular semana

NASSIM NICHOLAS TALEB - O CISNE NEGRO

MATTHEW PEARL - O CLUBE DE DANTE

CHARLES FORT - O LIVRO DOS DANADOS

LE CLÉZIO - A FEBRE

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

Popular mês

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

MATTHEW PEARL - O CLUBE DE DANTE

BRYAN WARD-PERKINS - A QUEDA DE ROMA E O FIM DA CIVILIZAÇÃO

MO HAYDER - A ILHA DOS PORCOS

NASSIM NICHOLAS TALEB - O CISNE NEGRO

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

PAUL WATZLAWICK - A REALIDADE É REAL?

GONÇALO M. TAVARES - UMA VIAGEM À ÍNDIA

YUVAL NOAH HARARI - HOMO DEUS

JEAN PAUL SARTRE - COM A MORTE NA ALMA

popular sempre

THOMAS PYNCHON - ARCO-ÍRIS DA GRAVIDADE

A ERA DOS EXTREMOS - ERIC HOBSBAWM

HENRY MILLER - TRÓPICO DE CÂNCER

ROBERTO BOLAÑO - 2666

MARGUERITE DURAS - OLHOS AZUIS, CABELO PRETO

THÉOPHILE GAUTIER - O ROMANCE DA MÚMIA

ARUNDHATI ROY - O DEUS DAS PEQUENAS COISAS

DIETRICH SCHWANITZ - CULTURA tudo o que é preciso saber

NICK COHEN - O QUE RESTA DA ESQUERDA?

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA