Avançar para o conteúdo principal

FRANZ KAFKA - O PROCESSO

Der Prozess

No dia do seu trigésimo aniversário, um jovem diretor bancário. Joseph K., que vive num quarto alugado, é inesperadamente detido por dois agentes não identificados por causa de um crime não especificado. Os dois agentes nunca esclarecem em nome de que autoridade é que lhe dão voz de prisão. E nem sequer o levam consigo: mandam-no apenas ficar em casa e aguardar as instruções da comissão de inquérito.
Escrito em 1914, O Processo é um dos mais importantes romances de todo o século XX. foi traduzido em mais de cem línguas e é hoje reconhecido como um clássico da literatura universal. Interpretado como uma narrativa de natureza existencial, como uma parábola, ou como uma profecia das violências da burocracia e do totalitarismo, este pesadelo de Kafka marcou sucessivas gerações de leitores e contribuiu decisivamente para a adopção do adjectivo «kafkiano» como sinónimo de tudo aquilo que é labiríntico, absurdo e terrível.

livros do brasil - novembro de 2007    



Comentários

Popular semana

NASSIM NICHOLAS TALEB - O CISNE NEGRO

CHARLES FORT - O LIVRO DOS DANADOS

BRYAN WARD-PERKINS - A QUEDA DE ROMA E O FIM DA CIVILIZAÇÃO

ULRICH BECK - A METAMORFOSE DO MUNDO

CHARLES BUKOWSKI - MULHERES

Popular mês

NASSIM NICHOLAS TALEB - O CISNE NEGRO

BRYAN WARD-PERKINS - A QUEDA DE ROMA E O FIM DA CIVILIZAÇÃO

MATTHEW PEARL - O CLUBE DE DANTE

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

MO HAYDER - A ILHA DOS PORCOS

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

PAUL WATZLAWICK - A REALIDADE É REAL?

GONÇALO M. TAVARES - UMA VIAGEM À ÍNDIA

YUVAL NOAH HARARI - HOMO DEUS

JEAN PAUL SARTRE - COM A MORTE NA ALMA

popular sempre

THOMAS PYNCHON - ARCO-ÍRIS DA GRAVIDADE

A ERA DOS EXTREMOS - ERIC HOBSBAWM

HENRY MILLER - TRÓPICO DE CÂNCER

ROBERTO BOLAÑO - 2666

MARGUERITE DURAS - OLHOS AZUIS, CABELO PRETO

THÉOPHILE GAUTIER - O ROMANCE DA MÚMIA

ARUNDHATI ROY - O DEUS DAS PEQUENAS COISAS

DIETRICH SCHWANITZ - CULTURA tudo o que é preciso saber

NICK COHEN - O QUE RESTA DA ESQUERDA?

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA