Avançar para o conteúdo principal

GüNTER GRASS - O TAMBOR DE LATA

Quando Günter Grass publicou O Tambor de Lata, em 1959 foi como se a literatura alemã tivesse renascido depois de décadas de destruição linguística e moral. Nas páginas deste seu primeiro romance, Grass recriou o mundo perdido de onde brota a sua criatividade: Danzig, a sua cidade natal, conforme a recordava dos seus tempos de infância antes da catástrofe da guerra. Aqui lida com a imensa responsabilidade de rever a história contemporânea lembrando os renegados e os esquecidos: as vítimas, derrotadas e mentiras que as pessoas queriam esquecer porque nelas um dia tinham acreditado. O inesquecível Oskar Matzerath é um intelectual cuja abordagem crítica é a infantilidade, a palhaçada, o dadaísmo em acção no quotidiano da vida alemã de província justamente quando este pequeno mundo é atingido pela sensatez do grande mundo que o rodeia. Não é demasiado audacioso assumir que O Tambor de Lata será uma das obras literárias que ficarão do século XX.     



publicações dom quixote - 1ª edição setembro de 2009



Comentários

Popular semana

ALBERTO MORAVIA - OS INDIFERENTES

DIETRICH SCHWANITZ - CULTURA tudo o que é preciso saber

THOMAS PYNCHON - ARCO-ÍRIS DA GRAVIDADE

JUNG CHANG e JON HALLIDAY - MAO A HISTÓRIA DESCONHECIDA

ANGÉLICA VARANDAS - MITOS E LENDAS CELTAS - IRLANDA

Popular mês

ALBERTO MORAVIA - OS INDIFERENTES

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

ANGÉLICA VARANDAS - MITOS E LENDAS CELTAS - IRLANDA

PAUL WATZLAWICK - A REALIDADE É REAL?

GIANLUIGI NUZZI - VATICANO S.A.

ALFREDO MELA - A SOCIOLOGIA DAS CIDADES

JUNG CHANG e JON HALLIDAY - MAO A HISTÓRIA DESCONHECIDA

BEN GOLDACRE - CIÊNCIA DA TRETA

ROGER SCRUTON - GUIA DE FILOSOFIA PARA PESSOAS INTELIGENTES

popular sempre

THOMAS PYNCHON - ARCO-ÍRIS DA GRAVIDADE

ARNOLD HAUSER - HISTÓRIA SOCIAL DA ARTE E DA LITERATURA

A ERA DOS EXTREMOS - ERIC HOBSBAWM

SIMONE DE BEAUVOIR - O SANGUE DOS OUTROS

HENRY MILLER - TRÓPICO DE CÂNCER

MARGUERITE DURAS - OLHOS AZUIS, CABELO PRETO

ROBERTO BOLAÑO - 2666

THÉOPHILE GAUTIER - O ROMANCE DA MÚMIA

ARUNDHATI ROY - O DEUS DAS PEQUENAS COISAS

DIETRICH SCHWANITZ - CULTURA tudo o que é preciso saber